Um Selo da Memória - História Oral

A força da história oral é dar voz, mostrando que cada pessoa é ator da sua história. O oral nos revela o “indescritível”, uma série de realidades que raramente aparece nos documentos escritos, porque é o mundo da cotidianidade.

 

A história oral fornece informações preciosas, para reforçar a identidade – no caso aAmoaMooca, como memorialista, ao escutar a vida do entrevistado, na comunicação e narrativa. Uma rica evidência de significados pessoais e de eventos do passado – das casas, dos pais, de como era a rua antes...

 

O lugar e a importância de sua vivência, por exemplo, a Mooca, um bairro operário de imigrantes e migrantes, na Cidade de São Paulo. Outro aspecto da história oral é aresponsabilidade de socializar, de descobrir a história – os desaparecidos, as negações, as vozes, os gestos e imagens que têm personalidade e força próprias. 

 

A história oral constitui um acervo valioso, a experiência individual e seu contexto social, como o passado torna-se parte do presente e do mundo em sua volta, para escrever ahistória. É um selo da memória, um registro, sem deixar ninguém no esquecimento, um projeto na construção do conhecimento.

 

 

Wanda Herrero - Colaboradora